Dormir com meias: sim ou não? - ROPE - Reabilitação e Otimização de Performance
822
post-template-default,single,single-post,postid-822,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.6,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.1,vc_responsive

Dormir com meias: sim ou não?

Dormir com meias: sim ou não?

Vantagens de dormir com meias:

 

  • Dormir melhor. Nas épocas mais frias do ano a nossa temperatura corporal desce 1 a 2 graus durante a noite. Assim, as meias podem ajudar a manter uma temperatura corporal ótima, funcionando como um termoregulador e dando conforto durante o sono;

 

  • Temperatura corporal.Ter os pés quentes permite que os vasos sanguíneos dilatem e que o cérebro interprete esta sensação boa como uma relação direta, ou seja, aquela sensação dá-nos vontade de dormir e induz o nosso sono mais rapidamente.

 

  • O materialtambém é importante. As fibras sintéticas devem ser evitadas devido aos maus cheiros e ao excesso de transpiração durante a noite.

 

  • Prevenção de infeções. Estudos apontam as meias como uma barreira protetora entre os lençóis e o pé, evitando assim contágios desnecessários.

 

  • Pé diabético. Uma vez alterada toda a sensibilidade superficial e profunda da pele dos pés, o frio, o calor, a humidade e os corpos estranhos não são facilmente detetados. Recomendamos o uso de meias de algodão de cor clara, sem costuras e não demasiado apertadas, para não causar lesões sobre a pele.

 

  • Recém nascidos e crianças. Têm dificuldade em manter a temperatura corporal da sua pele, daí que as meias durante a noite possam ajudar a manterem-se mais calmos e a dormirem melhor.

 

Desvantagens de dormir com meias:

 

  • Hidratação. É comum aplicar-se creme hidratante nos pés e calçar de seguida as meias, o que está errado! Devemos deixar, por momentos, a pele dos pés absorver o creme. Quando calçamos logo as meias acabamos por empurrar o creme todo para zonas específicas, que, quando acumulado, provoca um cultivo de bactérias e fungos, provocando assim fragilidades dérmicas para possíveis dermatomicoses.

 

  • Fluxo sanguíneo. É importante ter em conta o material dos nossas meias e os elásticos com pouca compressão. As zonas de compressão provocam aperto na zona dos tornozelos, podendo causar garrote e afetar a circulação sanguínea. Não deve escolher para dormir meias que lhe provoquem marca nos tornozelos. Caso tenha varizes, não deve dormir com meias, pois está a comprometer o retorno venoso do membro inferior.

 

  • Higiene. As meias devem estar limpas e não devemos dormir com as mesmas meias que andamos durante o dia. Desta maneira, evitamos a acumulação de microorganismos e diminuir o aparecimento de infeções da pele.

 

Como conclusão, é importante que cada pessoa mantenha hábitos saudáveis e tente moldar-se a alterações mediante as suas necessidades fisiológicas, tais como sono, frio, circulação sanguínea, entre outros. Por tudo isto, é dificil sugerir o uso ou não de meias enquanto dormimos. Há que ter em conta todos os pressupostos que falamos anteriormente.

No Comments

Post A Comment